“Em meio ao frio congelante que chegou subitamente para os desavisados e apresentou-se sem rodeios diante da vaga ciência dos conhecedores das previsões meteorológicas, houve um determinado experimento na cozinha que rendeu um sabor agradável. Gostaria de até compartilhar a receita.”
“Dispensou as luvas de lã para se aventurar a isso? Não acredito.”
“Oh, meu caro, há quem sequer tenha paredes ao redor de si pra se proteger do frio. As luvas eram de menos naquele momento, sob esse aspecto. Gostaria que visse uma coisa.”
A coisa:



“Estou vendo. De que bonsai você retirou isto?”
“Olhe como os brócolis têm uma aparência arbórea!­ Olhe como é visualmente uma obra de arte da natureza! Olhe, olhe!”
“Own, já vi, já vi.”
“Cabeça de repolho...”
“Me xingando agora? Desde quando isso?”
“Uma... Ah! Estava pensando alto. Deixe-me dizê-lo sem rodeios e solilóquios, ahn!?

Para esta receita, cozem-se repolho e brócolis, de preferência em vapor. Faz-se com pouco sal. Não há necessidade de muito, pois o molho por si já saboriza bem. Para o molho que será adicionado a essa salada encorpada, considera-se esta receita aqui, com pequena alteração. Ou melhor, vamos reproduzi-la mais abaixo com a dada mudança, sim? Lembrando que renderá, em média, três porções.

Ingredientes: 100g de creme de leite, 50g de queijo ralado, ½ cebola picada, 2 dentes de alho, ½ tablete ou ½ sachê em pó de caldo de legumes, ½ colher de manteiga ou margarina, 1 copo de leite, ½ colher de trigo e uma pitada de pimenta do reino moída.
A cebola e os dentes de alho “amassados” são refogados em manteiga, a que se acrescenta depois o caldo de legumes e a pitada de pimenta do reino. Quando a cebola já estiver um tanto transparente, adicionamos ao molho o creme de leite, mexendo sempre a mistura. O trigo é dissolvido no leite numa vasilha à parte e o líquido com essa dissolução toda é, em seguida, adicionado ao molho que, quando já fervente, recebe o toque derradeiro do queijo ralado.

“Hum, sim, percebo que de uma cabeça de repolho e um bonsai de brócolis pode ser que saia algo apetitoso.”